Pular para o conteúdo principal

Por que O Céu É Azul Às Vezes?

Viu só! O céu, às vezes, é azul
A luz do sol é sempre branca
Poderia me explicar o porquê?

Já que a luz se propaga em linha reta....

Ah! E aquele lindo e largo sorriso...
Que ofusca nosso próprio céu
Quem pode se conter?
E quem estaria errado caso não?
Porque algo queima tão fundo lá dentro
Queima tão fundo lá dentro
Queima bem lá no fundo
E você também se apaixonou?

Viu só! O céu, às vezes, é como fogo
A luz do sol é sempre branca
Poderia me explicar o porquê?

Quando nossa Estrela se encontra mais inclinada
O céu perde intensidade para um tom de azul ou branco mais claros...

Que horizonte que nada
Mas aqueles lábios arredondados
Que te rouba o azul
E te traz mais claridade
E aqueles olhos tão claros
Que te fazem de cientista
A um distraído
Eles te queimam bem lá no fundo
Te queimam bem lá no fundo
Te queimam bem lá no fundo
E você também se apaixonou?

João Neto/ John Ny




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro entre Gêneros

Encontro entre Gêneros Era uma vez: o Romantismo, ainda jovem, aliado ao Drama e às paixões da Aventura Revolucionária ( um excesso de entusiasmo) ainda bem antes daquele emblemático dia 14, convencia a Ação de que o Medo, ainda em sua fase de formação, participaria de tal distinto encontro, entretendo todos os mais dispostos e favoráveis às causas dos desbravadores oprimidos. É bem verdade que na incompleta capacidade de se expressar, somada à sua tímida experiência com assuntos do gênero, doses da Simpatia e do Afeto também seriam avistados passeando livremente pelo amplo e iluminado salão do baile ao som da grandiosa ópera moderna. Antigos elementos como o Lirismo Amoroso e Trovadoresco, também a princípio com uma pitada de requinte e cordialidade, abririam caminhos repletos de excelência e delicadeza para o pomposo, maduro e controverso Classicismo, o qual declarava sua afinidade com o individualismo e com a valorização da beleza e elementos tão mais antigos, passando a enxergar …