Pular para o conteúdo principal

A fórmula




O bonde chegou
Veio de um lugar cheio
Com um pouco de espaço
Sem assento ao redor
A horda entretanto 

Não pedia saideira
Foram diversas séries
Que causavam risos
Foram tantos risos
Que deixavam indecisos
Mas nem por conta disso
Ainda assim, 
Se aplicou a tal inércia
Tão pura insistência
Que incrível peripécia
Astúcia de ímpares
Com todas as ciências
Não por falta de incentivo
E a ideia concorreu
Mas faltava uma fórmula

Quem foi que se moveu?

Astutos por conta da mente
O bonde moveu
E quem foi que se mexeu?
Um grande esportista
Que até fora da praia
Aquele grande surfista
Envolto na gandaia
Se passou por humorista
Para própria diversão
Só mesmo confusão
Alguém sorriu?

John Ny/João Neto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro entre Gêneros

Encontro entre Gêneros Era uma vez: o Romantismo, ainda jovem, aliado ao Drama e às paixões da Aventura Revolucionária ( um excesso de entusiasmo) ainda bem antes daquele emblemático dia 14, convencia a Ação de que o Medo, ainda em sua fase de formação, participaria de tal distinto encontro, entretendo todos os mais dispostos e favoráveis às causas dos desbravadores oprimidos. É bem verdade que na incompleta capacidade de se expressar, somada à sua tímida experiência com assuntos do gênero, doses da Simpatia e do Afeto também seriam avistados passeando livremente pelo amplo e iluminado salão do baile ao som da grandiosa ópera moderna. Antigos elementos como o Lirismo Amoroso e Trovadoresco, também a princípio com uma pitada de requinte e cordialidade, abririam caminhos repletos de excelência e delicadeza para o pomposo, maduro e controverso Classicismo, o qual declarava sua afinidade com o individualismo e com a valorização da beleza e elementos tão mais antigos, passando a enxergar …