Pular para o conteúdo principal

Centro Selvagem

Aquela brasa antiga colocava fogo em mim
Como um motor quente em velocidade máxima me enchendo de orgulho
Sua intensidade vermelha, vinda, de um centro ativo
Mesmo desligado, assim, nunca me deixou perdido
Como o som de um trovão que em seu maior movimento me deixou uma sensação
Tão selvagem e profunda dentro do meu peito como um ribombo
De um céu cinza e escuro, pesado e tão duro de evitar
Visto de uma ilha feita de verde e vida marrom
Você se sentiria segura sob o brilho de sua estrela
Amarela e clara, com um brilho que te faz chorar?
Você saberia o que vem da luz acesa pelo amor?
Você guardaria o presente que eu trouxe do céu pra você?

John Ny/João

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alguém Muito Especial

Por que dizer quando é amor?
Sem amor a vida é triste
Silenciar se é só doar
um abraço, um beijo, o que for
Por que rasgar tudo em pedaços?
quanto mais diz, menos importa?
Por que amar sem ser amado?
Se com amor não há derrota
Acho que sofre mais quem ama
quando termina em solidão
acho que chora mais quem clama
se falta amor no coração
Então é assim que deve ser
se não se quer explicação?
então é assim que irei viver
enquanto vivem em distração?
Sem amor a vida é triste
e muita coisa é ilusão
sem amor nada resiste
e um mundo acaba em solidão
Por que dizer quando é amor?
Sem amor a vida é triste
Silenciar se é doar
um abraço, um beijo, o que for
Se já foi hora de mudar
seguir em outra direção
dar um basta nesta vida
de maldade e confusão
De amor não morre
e não se mata
e não se mata um coração
com amor nada é perdido
Se somos jovens pra entender
mas para o amor não há idade
e há vida em mim e em você

João Neto