Pular para o conteúdo principal

Centro Selvagem

Aquela brasa antiga colocava fogo em mim
Como um motor quente em velocidade máxima me enchendo de orgulho
Sua intensidade vermelha, vinda, de um centro ativo
Mesmo desligado, assim, nunca me deixou perdido
Como o som de um trovão que em seu maior movimento me deixou uma sensação
Tão selvagem e profunda dentro do meu peito como um ribombo
De um céu cinza e escuro, pesado e tão duro de evitar
Visto de uma ilha feita de verde e vida marrom
Você se sentiria segura sob o brilho de sua estrela
Amarela e clara, com um brilho que te faz chorar?
Você saberia o que vem da luz acesa pelo amor?
Você guardaria o presente que eu trouxe do céu pra você?

John Ny/João

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Strings

Strings,
Phrasing and its difficulty
Is not it all about it?
Now it´s clearer to see
Not for lack of a better description
Flats, sharp notes and many different keys
Outsides, not oddness, a colorful sonority
Something about the mastering of some pure technique
Strings vibration, their gauge and sound characteristics
Bending moves, sliding tricks
Unusual bars and their specific number of beats
Neither brain failure nor psychological issues
Useful details about what the word overcome means
Neither craziness nor lack of any spirituality
Scale switch from one key to another
Amazing chords, triads, major and minor scales
Greek modes, not madness as I first suspected
Staccato octaves, sixteen triplets
Vibrato... .... ....
And now I finally understand it
Something beyond and also about creativity
It is time I learnt about music