Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Sorriso

Esse sorriso que me anima
Como promessa que me cerca
Essa notícia que me enlaça
Sem nada
Sem pressa
Que me mantém e me liberta
Pra longe de um deserto
Melhor que ouro ou prata
Um romance tão antigo
Que se sente tão recente
Tão profundo e tranquilo
Às vezes, fogo
Às vezes, água
E como chama que não queima
Sempre sentido como nunca
Nunca sentido como antes
E como ondas que fascinam
Vistas com um novo olhar
Verde rasteiro bem distante
Tão longe, tão distante
Tão distante e sempre a ponto de encantar
Terra que dá lastro
Ar que se aproxima e enche com amor este lugar
Eterno
Duradouro
Um segundo em mil anos
Suspiro que não cessa
Sempre é tempo de te amar

Centro Selvagem

Aquela brasa antiga colocava fogo em mim
Como um motor quente em velocidade máxima me enchendo de orgulho
Sua intensidade vermelha, vinda, de um centro ativo
Mesmo desligado, assim, nunca me deixou perdido
Como o som de um trovão que em seu maior movimento me deixou uma sensação
Tão selvagem e profunda dentro do meu peito como um ribombo
De um céu cinza e escuro, pesado e tão duro de evitar
Visto de uma ilha feita de verde e vida marrom
Você se sentiria segura sob o brilho de sua estrela
Amarela e clara, com um brilho que te faz chorar?
Você saberia o que vem da luz acesa pelo amor?
Você guardaria o presente que eu trouxe do céu pra você?

John Ny/João