Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Greed ( "sentimento")

"Greed" ( John Ny/João)

Em quase tudo o que se pense imaginar
Sua presença é grandemente sentida
Buscando um modo de esquecer
A vergonha que mancha o coração?
Olhos são apenas testemunhas
Agora que o desvalor se põe à medida
Quem deseja sentir diferente:
O ímpeto que trouxe o "orgulho"?
E que valor se atribui
Para uma mente em constante mudança?
Tesouro algum pode ofuscar
O "sentimento" que te põe no chão?
Sons vistos como piadas
Como se nada pudesse atingir
O vacilante coração em pedaços
Lançado às mudanças sentidas
Em "desequilíbrio" e anos de confusão

João Neto

Filho da Pátria

Filho da Pátria ( João/John Ny)

Roubaram o seu dinheiro e te chamam, ladrão

Foi deixado na jaula por causa do milhão

Acusações, bobagens, calma aí, irmão

Pilantra ou filho da pátria...opa! Conhecem seu coração

Se derramam aí

Quem vivem em diversão

E quem se vai pra bem longe e quem fica na mão?

Pilantra ou filho da pátria...conhecem teu coração?

Dizem que o céu é o caminho

E quem te acusa

em vão?

Que tripartite estranha

Quem te chama de cão?

Pilantra ou filho da pátria...

Pague pela transgressão

E ainda amargue

 Sua vida

Em solidão

Oceano Pacífico

Oceano Pacífico ( John Ny/João)

- Se é pura Paixão:

Tão linda aparência

Mas quem pôde avisar

de um profundo frio

Alguns ficam assim nessa imensidão

que agita tanto

você quer navegar em seu coração?

Que calafrio!

-Mas parece tão quente e fácil de ver

e sem aviso prévio nem vai parecer

que há tempos se afagam

Só que em comoção

Se não é feito de gelo e é difícil sentir

Se vá com cuidado pra não cair

e quem sabe enxergue

Que o bote é em vão

tantas jornadas, lugares

sem direção

tanta abordagem, viagem

tanta badalação

E não se afogue em lágrimas

Pois o mar sempre muda e irá sempre mudar

Nesse lindo oceano

Em que quer navegar

Senhor

Procuro pelo Senhor, já que fui tão malvado Cercado por seus filhos, não encontrei o caminho (Meu Senhor, Tu não me trarás de volta?)
Ainda existe algo a perder para o abandonado? Tenho medo da pergunta quando não estou "confortado" (Meu Senhor, Tu não me trarás de volta?)
Orações desesperançosas, eu me vejo de joelhos E agora que estou desespeardo, parece Senhor não me reconhecer Por favor, Tu me deixarás entrar?
Dizem que o senhor reconhece os verdadeiros sentimentos Muito antes de existirem Dizem que Secará os olhos daqueles que a vida faz chorar (Por favor Senhor, não me apoiará?)
Santos vestidos de branco apontam seus dedos contra mim Fazendo constantes sentimentos de culpa superarem meu amor por Ti Por favor, não me resgatará?
Perdoe os males causados por falta de auto controle Perdoe a ganância profunda que sinto tão fundo em meu peito Perdoe tudo que fiz de mal contra Teus filhos Perdoe Senhor, Por favor, Não me deixe partir
João