Pular para o conteúdo principal

A Essência

O amor, de tão sublime,
Deixa marcas
Amansa o coração voraz
Silencioso
Sai pela porta a procurar
Os rostos da cidade
Dias e noites sem parar
Se alguém bater em sua porta
O amor que foi buscar
A essência típica da paixão
Ele não faz ideia ou planos
Nem elabora teorias
Só cria meios de expandir felicidade
Se alguém disser amor
Vai ver que é com você
Que está seu coração
A relevância deixa tudo bem mais claro
Os gestos falam por si mesmos
Quem pensou em abstração
O que é válido na conquista
De um coração
O querer bem se faz motivo de uma relação
O amor não pede
Mas só com sua permissão
A intimidade e a inocência poderão se
unir
Até parece que o amor resolve tudo


John ny? João Neto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Encontro entre Gêneros

Encontro entre Gêneros Era uma vez: o Romantismo, ainda jovem, aliado ao Drama e às paixões da Aventura Revolucionária ( um excesso de entusiasmo) ainda bem antes daquele emblemático dia 14, convencia a Ação de que o Medo, ainda em sua fase de formação, participaria de tal distinto encontro, entretendo todos os mais dispostos e favoráveis às causas dos desbravadores oprimidos. É bem verdade que na incompleta capacidade de se expressar, somada à sua tímida experiência com assuntos do gênero, doses da Simpatia e do Afeto também seriam avistados passeando livremente pelo amplo e iluminado salão do baile ao som da grandiosa ópera moderna. Antigos elementos como o Lirismo Amoroso e Trovadoresco, também a princípio com uma pitada de requinte e cordialidade, abririam caminhos repletos de excelência e delicadeza para o pomposo, maduro e controverso Classicismo, o qual declarava sua afinidade com o individualismo e com a valorização da beleza e elementos tão mais antigos, passando a enxergar …