Pular para o conteúdo principal

Todo Seu

Se procuro um dia lindo
quem diria, estou sorrindo
eu tenho nada, eu tenho tudo
eu tenho um pouco
já está bom
feito seda clara
algo foi perdido
mas só se foi um pouco mais
do meu coração
já não sei o que esperar
eu já não posso entender
o que acontece por aqui
se eu peço permissão
e pedindo eu me apego
não posso me esconder
se quero te abraçar
venha pra cá
o que aprendo de você
sentir amor
não é em vão
venha pra cá
pegue minha mão
sou todo seu

Johnny.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Versos ou Prosa da Memória Poética?

Porque hoje é quinta,
escuto Chico para chorar e rir, e em casa sem atrapalhar o tráfego .
No Sábado, ouço e leio Vinícius para dar risadas e chorar de rir.
O primeiro foi um grande construtor poético; o segundo ainda é. Ou seria o contrário de tudo até o primeiro ponto? Ou seria o contrário até o ponto segundo?
É bem verdade, entretanto, que uma genialidade floresceu há tempos.

Quem é quem então? Eles, eu sei quem são.

Draft

Just a short tale
By John Ny

A long time ago, one of my grandmothers, tried to make sure that joining the Brazilian military service would be an unnecessary feat in my case, as she could probably use her influence over that matter. A quite clear sign of care and preoccupation over a possible and bad outcome, in my opinion. However, after a long period of reflection over what my choice would be, I really decided on enlisting against her wishes, which, unexpectedly, resulted in an unlikely outcome as she proved to be one of my greatest supporters at the time. Well, I really miss my grandmother and not for the fact that she was white in spite of the fact that I am black. Nevertheless, that is not the real point here. Because what had already been very clear to all participants in that process from the start, and including her main role in the equation, was the fact that dodging draft would never make of any citizen a useful one for society. We all shared the same opinion about the role …

Banquete

-Oi, já cheguei da escola.
O que tem para almoçar?
-Oi, querida. Como foi seu dia de aula?
- Tem bife acebolado?
Eu quero bife, mãe!
- Tem sim, amada!
Tem salada de...
- E salmão?
Eu quero sobremesa também.
- Como foi seu dia de aula?
Eu preparei arroz, feijão....
- O mãe, só tem isso pra comer?

Não estou brava com minha mãe, pequeno grão de arroz!

Estou apenas com fome. John Ny/ João Neto